De lembrar e esquecer

Mande-me as folhas em que rabisca meu nome. Deixe que eu saiba que enche os ouvidos de alguém, perguntando por mim. Ladrilhe meu caminho com pedrinhas de brilhante: nada mais adiantará. Na história em que foi minha e tua, já penso nos capítulos. Já viramos literatura, o “nós” que não fomos já são páginas de […]